Ouça agora na Rádio

Ouça agora

9 suspeitos morrem em 5 confrontos; investigações continuam

Postado em 02/07/2021 por

Compartilhe agora.

Em 27 dias de ações conjuntas entre as polícias Civil e Militar, durante “caçada” aos envolvidos no roubo a duas cooperativas de crédito em Nova Bandeirantes (a 1.026 km de Cuiabá), em 4 de junho, foram registrados cinco confrontos entre os suspeitos e os policiais. Nesta situação nove morrem e nenhum policial ficou ferido. Segundo o delegado titular da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as investigações continuam 

Quem são os 9 mortos identificados pela Politec

Maciel Gomes de Oliveira, 36 anos; Luiz Miguel Melek, 39; Romáro Batista de Oliveira, 35; Waldeir Porto Costa, 25, foram mortos em 10 de junho durante confronto com o Bope. Com os supostos criminosos, os policiais recuperaram 18% dos valores que foram roubados. No total, foram levados R$ 911 mil, sendo sendo R$ 611 mil do Sicoob e R$ 300 mil do Sicredi. Isso fora os valores em ouro, que ainda não foram computados.

No segundo confronto, em 21 de junho, morreram Diego Almeida Costa, 31; Adailton Santos da Silva, 40. Eles foram mortos em uma região de mata entre Nova Monte Verde e Nova Bandeirantes durante uma busca da polícia. Com eles, foram apreendidas armas, munições e R$ 43.510,75 em dinheiro. Ambos tinham passagens por roubo de bancos.

No terceiro confronto, no sábado (26), foi a óbito Samuel Santos Silva (natural de Salvador e sem confirmação de passagens criminais) ; depois, no quarto, foi a vez de Ronaldo Rodrigues de Souza, o Galego, não sobreviver. Ronaldo é de Pilão Arcado (BA) e é investigado pela Polícia Civil de Pernambuco por assalto a um banco no estado. Ele também tinha um mandado de prisão expedido pela Comarca de Barreiras (BA) por roubo qualificado. 

O quinto e último morto em confronto foi identificado como Cristiano de Jesus Nunes. Cristiano já foi preso em dezembro de 2016, com mais dois comparsas, por assalto a agência dos correios em Ubaitaba (BA). Ele morreu na manhã de segunda, na altura do rio Juruena, próximo à balsa do rio que leva o nome da cidade, localizado na MT-208, que liga o distrito de Juparanã e pertence a Nova Bandeirantes. 

Durante a investigação, também foram presos quatro homens identificados como: Ednicio Pereira Cavalcante, Josias Silveira, Franklis Souza de Jesus e Valdecir de Salles Barbosas. 

O crime

Em 4 de junho, ao menos 12 bandidos, fortemente armados, roubaram duas agências no estilo “Novo Gangaço”. Durante a ação, bastante violenta, várias pessoas foram rendidas e usadas como escudo humano. O   apurou que foram levados mais de R$ 911 mil dos bancos – sendo R$ 611 mil do Sicoob e R$ 300 mil do Sicredi.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.