Ouça agora na Rádio

Ouça agora

AL aprova retorno de público nos estádios; governador vai sancionar

Postado em 20/07/2021 por

Compartilhe agora.

Aprovado o projeto de lei do deputado Eduardo Botelho (DEM) que permite a presença de pessoas já vacinadas ou com exames negativos contra a Covid-19 de até 48h possam entrar nos estádios para assistir partidas de futebol. A decisão da AL foi por maioria e apenas o deputado Lúdio Cabral (PT) foi contrário.

O PL permite que 35% da população possa acompanhar jogos como os do Cuiabá na Série A do Brasileirão. O mesmo vem acontecendo em alguns estádios da Europa, que vivem realidade oposta à do Brasil quando se trata da pandemia.

O governador Mauro Mendes (DEM) já avisou que vai sancionar o PL e disse que a ideia partiu dele mesmo, que sugeriu ao deputado a criação de uma lei que apresentasse argumentos plausíveis para o retorno seguro das pessoas às praças esportivas de Mato Grosso. O chefe do Estado alegou que não vê problemas ter a presença parcial dos torcedores nos estádios, uma vez que existem outros ambientes públicos registrando maiores aglomerações, como por exemplo nos ônibus coletivos.

Volta de público no DF

Tudo indica que Mato Grosso será o segundo estado do país a liberar o retorno parcial dos torcedores nos estádios, isso porque o jogo de volta entre Flamengo e Defensa y Justicia, pelas oitavas de final da Libertadores, será em Brasília e com presença de público. A Conmebol confirmou a mudança de estádio, quando a partida seria realizado no Maracanã, sem torcida.

Por lá, quem for ao estádio não precisará estar vacinado, basta apresentar um resultado de PCR negativo para Covid-19 48h antes do duelo. Antes, o protocolo exigia vacinação com 15 dias de antecedência e teste PCR com resultado negativo. A liberação do público em jogos de futebol no DF ocorre após pedido do Flamengo para realizar partida pela Libertadores no Mané Garrincha, contra o Defensa y Justicia, nesta quarta (21), às 21h30 (de Brasília).

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.