Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Casal oferta de programa sexual foi armadilha para assassinar comerciante

Postado em 23/02/2021 por

Compartilhe agora.

Quer me matar mesmo. Essas foram as últimas palavras do dono de um bar, na região central de Alto Paraguai (a 199 km de Cuiabá), Aécio Ribeiro da Silva, de 66 anos, morto no domingo (21), supostamente pela adolescente B.F.F., de 17 anos, que foi apreendida ontem (22) pela Polícia Militar. Além dela, o marido identificado como João Marcelo Nonato da Silva de Assunção, 21, vulgo Perninha, támbém foi preso, no bairro Jardim Adriana em Diamantino ( a 183 km de Cuiabá).

A adolescente relatou a PM que chegou em companhia do Perninha no bar do Aécio por volta das 2h40 da madrugada e convidou a vítima para fazer um programa. Segundo ela, ele aceitou, contudo pediu para esperar para fazer daqui a 2 horas, pois tinha acabado de jantar. Ela então pediu para que ele se deitasse na cama por pelo menos 5 minutos. Com isso ela pegou uma faca, tipo peixeira, de cabo branco, e foi para cima de Aécio e desferiu um golpe no pescoço dele. 

A suspeita ressalta que a faca ficou gravada no pescoço. O dono do bar se levantou mesmo ferido, tirou a faca e questionou se ela iria mata-lo mesmo. Neste momento, a adolescente escorregou e encostou as mãos na parede. 

Depois do crime, ela pegou uma quantia de R$ 300 que estava no bar, pulou o muro e fugiu. A faca usada no crime foi encontrada na cena do crime, na mão da vítima.

Após a fuga, ela foi se encontrar com o comparsa em uma quitinete de Diamantino. Polícia fez diligências com base em informações de testemunhas e acabou prendendo o casal em flagrante.

A suspeita confirmou ainda que ateou fogo nas roupas que usou na noite do crime como forma de dificultar as investigações. Por se tratar de uma menor, o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso. O casal foi e encaminhado à delegacia da cidade.

O crime

De acordo com o boletim de ocorrência, clientes relataram estranhar ele não ter aberto o bar. Por conta disso, arrombaram a porta dos fundos, pois ele morava no local. 

O portão dos fundos estava aberto e, quando chegaram, encontraram o amigo caído no chão do quarto, com uma faca na mão e um corte na traqueia. Ao lado do corpo tinha muito sangue. Forças policiais foram acionadas para isolar o local.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.