Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Corpo de mulher desaparecida desde sábado é encontrado e cunhado confessa assassinato em Juína

Postado em 02/07/2019 por

Compartilhe agora.
juina news

Em uma resposta rápida a população juinense investigadores da delegacia de Juína, no Mato Grosso, sob a coordenação dos delegados de polícia, doutores Marco Bortolotto Remuzzi e Romildo Fonseca, elucidaram um crime de homicídio que teve como vítima, Ana Paula Bugari Gonçalves, de 28 anos, que desapareceu no último sábado no sitio de seu sogro na linha J.

Após o corpo de Ana Paula ser localizado no início da tarde de hoje numa mata a aproximadamente 3 km de onde ela desapareceu, os policiais civis em investigação que iniciou já no sábado de forma surpreendente efetuaram a prisão do autor deste crime violento.

Trata-se de Edimar Mendes Bugari, de 32 anos, irmão do esposo de Ana Paula, ele confessou a motivação do crime contando detalhes de um relacionamento amoroso que ele diz que tinha com a vítima.

Em entrevista, Edimar disse que mantinha um relacionamento amoroso há 2 anos com Ana Paula e que decidiu matá-la após ela afirmar que iria contar para sua família que ambos estavam se relacionando.

“Ninguém sabia do caso e na hora do desespero deu nisso”- confessou.

Segundo o acusado, no sábado, antes da vítima ir buscar a sogra em outro ponto do sítio eles tiveram relação sexual e conversaram bastante, onde acabaram discutindo.

A reportagem questionou o suspeito e fez várias perguntas a ele e a maioria de sua resposta era: “ela ia contar tudo para todo mundo que nós estávamos ficando juntos”.

Ainda em entrevista, Edimar confessou que ficou nervoso e que se apossou de um pedaço de pau e deu vários golpes na cabeça de Ana Paula. Seu corpo foi encontrado dentro de um brejo escondido na mata.

Edimar ainda auxiliou os voluntários, familiares e bombeiros nas buscas que perdurou desde sábado.

A família falou que no sábado o suspeito retornou ao sítio por volta das 10h, molhado, e era o único que tinha saído cedinho e depois à vítima.

A Perícia oficial esteve no local que é de difícil acesso e recolheu o corpo da mulher e encaminhou ao instituto médico legal para exame de necropsia.

A vítima deixa dois filhos, um deles completa hoje seis meses de vida.

A Força Tática também esteve no local para registrar a ocorrência.

Edimar foi preso em flagrante por crime de feminicídio após confessar o crime a polícia civil e a imprensa.

&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;&quote;

juina news

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.