Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Defesa diz que criança não usava capacete e que Lidiane está à disposição para depor

Postado em 13/08/2019 por

Compartilhe agora.
Rdnews

O garoto Daniel Augusto Silva, de três anos, não usava capacete no momento em que a motocicleta em que ele estava foi atingida pelo veículo conduzido por Lidiane Campos, esposa do ex-deputado federal e ex-prefeito de Rondonópolis Adilton Sachetti (PRB). A informação foi repassada pelo advogado Wilson Lopes, que está cuidando da defesa da mulher. Por enquanto, a Polícia Civil não detalhou esta situação e não há informação oficial sobre o uso ou não do equipamento.

Lidiane conduzia uma caminhonete Toyota Hilux, na noite de domingo (11). Ela colidiu, no cruzamento entre a rua XV de Novembro e a avenida Tiradentes (em Rondonópolis), com a motocicleta na qual estava o pequeno Daniel, o pai do garoto, Marcos Souza da Costa, 30, e a madrasta da criança.

O advogado de Lidiane, ao , revela que o garoto estava sem capacete quando foi atingido pela caminhonete, fato que teria agravado as consequências da colisão. “Foi uma batida pequena, mas a criança estava sem capacete e foi arremessada em direção a uma mureta de segurança que estava na esquina”, pondera. Segundo o Código de Trânsito, crianças somente a partir de 7 anos podem ser transportadas em motos.

Segundo ele, Lidiane, pelas circunstâncias, estaria em baixa velocidade. “Não havia marca de frenagem na rua, talvez pela baixa velocidade. A lataria do carro foi pouco afetada e o airbag do carro não foi acionado”, conta. Depois, completa: “a madrasta dele, por exemplo, teve ferimento na perna. O pai dele levantou a própria moto, depois do acidente, e aí viu a situação da criança”.

Wilson afirma que foi acionado por Sachetti e foi até o o local do acidente pouco após a colisão, para prestar o apoio necessário à família. Alega que entregou seu número à tia da criança, no local do acidente, para que pudesse ser procurado pela família da vítima. “Até o momento ninguém entrou em contato”, comenta.

Conforme testemunhas, Lidiane fugiu depois da colisão e deixou o carro depois em outro local. Segundo a defesa da mulher, ela estava transtornada e saiu porque motociclistas começaram a bater em seu veículo com capacetes. "e;Perdeu o controle das emoções"e;, diz.

Wilson repete a declaração do marido da digital influencer. Segundo ele, uma pessoa reconheceu a digital influencer e a retirou do local após observar o clima tenso. O jurista salienta ainda que sua cliente está à disposição da polícia. “Assim que ela for chamada, irá depor”, diz Wilson. Segundo ele, a mulher ainda não foi convocada para prestar esclarecimentos. “Primeiro deverão ouvir as testemunhas”, afirma.

Sedada

Wilson ressalta ainda que, após o acidente, Lidiane teve que ser levada para um hospital onde foi sedada. Por ter deixado o local do acidente, ela não passou por exame do bafômetro. O advogado, porém, diz que a mulher não estava embriagada.

Rdnews

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.