Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Dupla assassina idosa para roubar “uns trocados” e acaba presa em flagrante

Postado em 15/07/2021 por

Compartilhe agora.

Dois suspeitos, de 19 e 23 anos, foram presos em flagrante por latrocínio majorado pela Polícia Civil na noite desta terça (13), em Tesouro (a 379 km de Cuiabá). Eles são acusados de matar a idosa Iracy Gomes da Silva, de 71 anos, após tentarem roubar dinheiro em sua casa no assentamento Córrego da Lora. Um deles foi encontrado no local, enquanto o outro bebia um bar próximo da cena do crime.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi encontrada caída dentro da sala de sua residência com um corte no pescoço. Um dos suspeitos, um jovem de 19 anos, já tinha sido detido no local pela Polícia Civil de Guirantiga. Uma equipe do núcleo da PM de Tesouro, que estava em rondas pela área rural e foi acionado pelo homicídio, foi chamada para encontrar o segundo suspeito.

O jovem é vizinho da vítima. Ao verificar a casa dele, foi encontrado sangue dentro do banheiro e na calçada da entrada porta da frente. Ele contou à polícia que devia uma quantia de R$ 30 a um rapaz apelidado de “Orelha”, de 23 anos, pela compra de drogas. Cobrado por ele, o rapaz disse que não tinha esse valor.

Orelha disse que a vítima Iracy receberia uma quantia de R$ 2,3 mil e indicou ao jovem que, se roubasse à senhora, poderia para lhe entregar R$ 300 e ficar com o restante do dinheiro. Mais tarde, o vizinho foi a casa da vítima para conseguir o valor mencionado, enquanto Orelha aguardava o retorno dele próximo da residência.

Quando o suspeito anunciou o roubo, a vítima reconheceu o vizinho e reagiu ao assalto. Foi quando ele desferiu golpes de faca de serra no pescoço da vítima. Após agredi-la, ele foi olhar a bolsa dela e não encontrou o dinheiro mencionado.

O jovem saiu da casa, encontrou Orelha, que subiu em uma moto em direção a cidade, após ele falar que a senhora não tinha o dinheiro. O suspeito disse à polícia que havia apenas alguns trocados na bolsa da senhora e que usou o dinheiro para comprar uma garrafa de cachaça em um bar próximo. Após irem ao estabelecimento, a proprietária devolveu uma nota de R$ 20 e outra de R$ 10, sujas de sangue.

Os policiais começaram a realizar buscas pelo suspeito, que foi encontrado em um bar próximo de sua casa. Na cena do crime, a Politec continuou a fazer a perícia. A faca usada no assassinato não foi encontrada. O corpo foi entregue para o IML para exame de necropsia e, em seguida, para uma funerária.

Os dois suspeitos foram algemados e conduzidos até a Delegacia da Polícia Civil de Guiratinga. Lá, eles foram interrogados pelo delegado plantonista e autuados em flagrante delito por latrocícinio majorado. Foram encaminhados para a cadeia pública, enquanto a Polícia Civil inicia a investigação.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.