Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Em 24 horas, Mato Grosso volta a ter mais de 30 mortes por Covid e 1,5 mil casos

Postado em 05/01/2021 por

Compartilhe agora.

Mato Grosso notificou nas últimas 24 horas 1.542 novos registros confirmados coronavírus e 31 mortes. O número é um dos maiores nos últimos 4 meses. A quantidade de óbitos foi registrada somente setembro de 2020. Entre as vítimas está uma jovem de 23 anos da cidade de Araputanga (345 km a oeste de Cuiabá), que tinha doenças pré-existentes.

Se considerado o montante contabilizado desde o início da pandemia, os números chegam a 182.877 casos atestados e 4.580 mortes em decorrência da doença. Os dados constam de boletim epidemiológico da secretaria estadual de Saúde (SES-MT).

Do total de casos, 5.055 pacientes estão em isolamento domiciliar e 172.096 estão recuperados.

Somente em Cuiabá são 41.362 registros atestados da Covid e 1.188 mortes. Considerando a região metropolitana, englobando Várzea Grande, os dados sobem para 54 mil casos e 1,75 mil óbitos.

Até a tarde desta segunda, são 767 pacientes internados em Mato Grosso, sendo 206 internações em UTIs públicas e 226 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação aumentou para  51,12% UTIs adulto e em 26% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (41.362), Rondonópolis (12.948), Várzea Grande (12.683), Sinop (9.799), Sorriso (8.122), Tangará da Serra (8.139), Lucas do Rio Verde (7.593), Primavera do Leste (5.791), Cáceres (4.107) e Nova Mutum (3.818).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 151.008 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 196 amostras em análise laboratorial.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.