Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Empresário que matou jovem a tiros em Juruena diz que teve desentendimento com ele em boate

Postado em 09/08/2021 por

Compartilhe agora.

Preso por força de um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça e representado pelo delegado titular de Juína doutor Marco Bortolotto Remuzzi, o empresário Logan Ferreira, de 35 anos, acusado de assassinar a tiros um jovem de 27 anos na madrugada do último sábado na cidade de Juruena, prestou depoimento à polícia civil na tarde de quarta-feira.

Empresário que matou jovem a tiros em Juruena é preso pela polícia civil em Juína.

De acordo com informações repassadas pelo delegado Remuzzi, o empresário narrou que na noite que antecedeu o crime, estava em confraternização em uma chácara, tendo faltado bebidas e o mesmo saiu para comprar mais, e disse ainda que devido os locais de vendas de bebidas estarem todos fechados, resolveu ir comprar bebidas em uma casa noturna, local que segundo o suspeito a vítima estava com alguns amigos e ao se esbarrarem começaram as provocações.

Em seu depoimento, Logan disse que foi ameaçado pela vítima que estava em uma motocicleta fazendo gestos e ameaças de morte a ele, e em seguida se afastou do suspeito que voltou para a confraternização na chácara, e posteriormente ao chegar em casa, foi informado pela esposa que a vítima havia ido até a residência derrubado um portão e ameaçado seus familiares, e passou a ligar em seu celular e mandando mensagens de textos ameaçando e o convidando para ir até a conveniência do posto onde a vítima estava para acertar as contas, conforme suas declarações.

Armado com um revólver não registrado, o empresário Logan Ferreira disse que ao chegar no local onde ocorreu o crime, a vítima fez um movimento aparentando que sacaria uma arma, momento este em que o suspeito disse ter atirado primeiro da suposta agressão que poderia sofrer por parte da vítima, atirando e evadindo-se em seguida, dispensando a arma do crime em um local incerto ou não sabido.

O delegado de polícia Dr Marco Remuzzi ressaltou que a versão do suspeito é bastante contraditória, uma vez que um vídeo gravado pelo circuito interno de câmeras de segurança, mostra a incompatibilidade das informações coletadas e das imagens anexadas ao inquérito que está sob comando do delegado doutor Felipe delegado de Juruena.

O jovem Maycon Dos Santos Roon, de 27 anos, aparece nas imagens e o que aparenta é ele mexendo em seu aparelho celular e logo em seguida o guarda em seu bolso.

Vídeo mostra empresário matando homem a tiros em juruena.

O suspeito se negou a entregar o aparelho de celular onde supostamente estariam as mensagens de ameaças da vítima para com o suspeito.

Após prestar esclarecimentos, o empresário foi levado novamente para o CDP.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.