Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Governador escala Cidinho para dar inicio seu ao projeto de reeleição em 2022

Postado em 08/03/2021 por

Compartilhe agora.

O governador Mauro Mendes (DEM) esteve reunido com o empresário  Cidinho Santos (DEM), que foi coordenador da campanha vitoriosa  em 2018, para dar inicio ao projeto da reeleição em 2022 e “fazer mais política” já que até o momento seu único foco foi “consertar o Estado”. O encontro que durou cerca de três horas aconteceu na última quinta (04).

 apurou que a reunião serviu para  analisar  o possível cenário das eleições de 2022, os pontos fortes e fracos  do Governo do Estado e definir as primeiras providências para viabilizar a reeleição de Mauro. Cidinho saiu do encontro com a missão de iniciar as articulações.

Entre as tarefas assumidas por Cidinho estão promover a aproximação de Mauro com a classe política e viabilizar um arco de alianças para 2022, mais amplo que a coligação que garantiu a vitória em 2018.    O democrata foi eleito com apoio do DEM, PSD, PDT,  PSC, MDB, PMB, PHS  e PTC.

Por outro lado, Mauro aposta nas realizações do próprio Governo para se fortalecer politicamente. Além das obras do Mais MT, que dispõe de R$ 9,5 bilhões para investimentos, pretende investir para mostrar os resultados para a sociedade.

Ex-prefeito de Nova Marilândia, ex-presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) , ex-secretário de Estado e muito ligado a Blairo Maggi (PP), Cidinho chegou a ser convidado para compor o secretariado de Mauro. Recusou para focar na expansão da sua empresa, Avícola União.

Cidinho tem o reconhecimento de Mauro pelo resultado da campanha que coordenou. Assumiu com o governador pontuando em 5% nas pesquisas e acabou contribuindo para a vitória em primeiro turno, deixando para trás adversários como o senador Wellington Fagundes (PL) e o ex-governador Pedro Taques (ex-PSDB, hoje SD).

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.