Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Homem suspeito de executar PM com 8 tiros é preso; outro se entregou

Postado em 03/09/2020 por

Compartilhe agora.

Um homem identificado por Ivo foi preso na manhã desta quinta (03), em Jangada (a 75 km da Capital), suspeito de participação no assassinato do subtenente PM Everaldo Rodrigues Alves, 46 anos, no último sábado (29), no bairro Pedra 90, em Cuiabá. Ele seria o responsável por disparar 8 tiros contra a vítima.

A prisão ocorreu por meio da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) com apoio da Polícia Militar. A arma utilizada no crime também foi apreendida no local. Ivo era monitorado por tornozeleira eletrônica e tem duas passagens por crime de roubo.

Em menos de uma semana, todos os três suspeitos de envolvimento na morte do policial militar foram presos. Um primeiro suspeito identificado como Weslei Maicon Pedroso, de 31 anos, já tinha sido preso horas depois do crime ainda na região do Pedra 90, onde ocorreram os disparos contra o militar.

Weslei foi reconhecido por uma testemunha e teria segurado o militar para que ele recebesse os tiros. Interrogado pela polícia sobre sua participação, o suspeito confirmou que presenciou o fato contra o militar, mas não participou.

O segundo suspeito se apresentou na DHPP, na terça (1º), na presença do advogado e confirmou a identidade do terceiro suspeito e que este teria sido o autor dos disparos contra o militar.

Um terceiro suspeito, identificado apenas como Walter, teria se entregado na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

O crime

Segundo o boletim de ocorrência, o subtenente teria parado em frente à distribuidora Lougue Prime e descido junto com sua amiga para comprar cervejas. Na esquina, 3 homens estavam bebendo. A testemunha disse que o policial ao sair do estabelecimento se deparou com os suspeitos brigando com sua amiga e entrou em luta corporal com eles, sendo imobilizado e em seguida alvejado.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.