Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Jurado de morte por facção, homem é executado na porta de casa no Marajoara

Postado em 26/09/2020 por

Compartilhe agora.

Odescumprimento de ordens dadas à Cláudio Jorge de Sousa, 31 anos, teria resultado em sua morte nesta sexta (25). O homem que acumulava ocorrências por crimes de roubo e tráfico, teria sido avisado por membros de organização criminosa que o alertaram para o deslize e sua pena de morte. Cláudio foi morto por dois homens que passaram em uma moto atirando contra ele na porta de casa, no bairro Marajoara, em Várzea Grande.

Final de noite, por volta das 23:30, Cláudio estava sentado na calçada de casa quando foi surpreendido com a chegada de uma moto com 2 homens armados na garupa. Segundo o boletim de ocorrências, a dupla nem chegou a descer da motocicleta, apenas apontaram as armas para o homem e dispararam diversas vezes.

Após o tiroteio, saíram em fuga pela rua e não foram mais vistos. Moradores da vizinhança, chamaram a polícia e socorro para Cláudio, que sofreu perfurações na região do abdômen e cabeça.

Ao chegar no local, a Polícia Militar (PM) confirmou o óbito e isentou a presença das equipes médicas, acionando apenas o sérviço da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), para recolhimento do corpo.

Apurações feitas pelo , apontam que o homem teria comentado pelo bairro que estava jurado de morte por membros de uma facção, por práticas de furtos cometidos por ele na região, descumprido algumas regras dos faccionados. O aviso dado a ele seria para que não praticasse mais os delitos.

Em checagem, foi identificada a ligação de Cláudio Jorge em diversos crimes de roubo, furto e tráfico de drogas. O crime foi registrado na Central de Flagrantes e segue sob investigação da Polícia Civil.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.