Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Menino de apenas 11 anos é suspeito de estuprar crianças menores da vizinhança

Postado em 02/09/2020 por

Compartilhe agora.

Com 11 anos de idade, um garoto foi acusado por mães de 3 crianças que apontam o menino como autor de estupros violentos praticados contra seus filhos. As vítimas, também meninos, teriam idades entre 6 e 8 anos e afirmam não ter sido a primeira vez  que sofreram abuso. O fato foi registrado no bairro Mapim em Várzea Grande.

Apelidado de ‘Negão’, o garoto apontado como abusador obrigava as vitimas a segurarem umas as outras para praticar o ato. Segundo BO, dois irmãos, 6 e 8 anos, e um outro menino de 8 anos, foram violentados dentro de um banheiro nesta segunda (31).

A situação só foi descoberta quando a mãe dos irmãos foi alertada por sua prima, que percebeu que os meninos, acompanhados por ‘Negão’,  saíram do banheiro da casa chorando muito e com cara de assustados. As duas estavam sentadas na calçada enquanto as crianças brincavam dentro da casa.

O menino não ficou mais para ‘brincar’, saiu rapidamente sem dar tchau, a mãe percebeu que assim que o garoto foi embora, as crianças intensificaram a crise de pânico. Hesitantes em contar o que havia acontecido, ela disse ter insistido até que um deles narrou o ocorrido.

Segundo a criança, no banheiro, os irmãos estavam junto com outro amigo e o acusado. Eles contaram à mãe que foram obrigados por ‘Negão’ a abaixar o shorts uns dos outros e ficarem de costas para ele. O mais velho, de 8 anos, contou ainda que foi obrigado a segurar o outro amigo e o irmão, que chegou a negar, mas que foi empurrado e levou um soco de ‘Negão’.

Com as crianças viradas, o menino abusava delas. Ainda segundo registrado pela mãe, os filhos disseram que as cuecas chegaram a ficar marcadas de sangue após o ato e que “negão” ao perceber, mandou que eles a tirassem e jogou pela janela do banheiro sobre o telhado da casa vizinha.

Chocada com a situação, a mãe procurou a responsável pelo outro menino que estava em sua casa com seus filhos e narrou o acontecido. Ambas foram à casa de “Negão’, onde foram recebidos pela tia deles.

“Ele ia ser veado”

De acordo com elas, a mulher disse às duas que ‘sabia que ele ia ser veado’, não dizendo mais nada, ela entrou em casa. As mães contam que após terem falado com a tia, escutaram o menino gritando e chorando alto e sons de cintadas vindas do interior do imóvel.

Juntas, as mães procuraram a Delegacia para registrar o caso. Na narrativa, a mãe dos irmãos que foram vítima do garoto disse ainda que os filhos revelaram não ser a primeira vez que “Negão’ abusava deles. A mãe confirmou que o menino sempre freqüentava sua casa para brincar, mas que nunca suspeitou de nada.

As crianças passaram por exames de corpo e delito. Os resultados serão anexados ao processo de investigação da Polícia Judiciária Civil, que segue sob sigilo.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.