Mobile

Data Publicacao:    2021-06-18 15:32:19

Uma operação integrada, realizada neste sábado (31.07), resultou na apreensão de uma aeronave que transportava cerca de 324 quilos de cloridrato de cocaína.

O caso aconteceu no Distrito de Guariba, município de Colniza (1.022 km de Cuiabá). De acordo com o levantamento do Gefron, o prejuízo ao crime é de mais de R$ 8,7 milhões. 

Trata-se de uma ação de combate ao tráfico internacional de drogas. 

A aeronave modelo CESSNA 182P foi interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB) e contou com o apoio da Polícia Federal e do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron).

A aeronave e entorpecentes foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Porto Velho (RO).

Um homem de 39 anos de idade usuário de drogas foi agredido na cabeça com coronhadas de uma pistola e depois baleado na perna ao ir até uma boca de fumo comprar droga e pagar com notas de R$ 10,00.
Apuramos que a vítima, Alesandro Dos Santos Alves teria comprado droga de um suspeito que ficou enfurecido ao receber o pagamento em notas de R$ 10,00, alegando que elas eram falsificadas. Violento, o suspeito que vendeu a droga agrediu o rapaz com coronhadas na cabeça e mandou ele ir embora, porém ele perseguiu Alesandro e nas proximidades da feira municipal  desceu de um automóvel e efetuou vários disparos contra ele.

A vítima que sofreu uma perfuração de arma de fogo na perna direita e ferimentos na cabeça devido às coronhadas foi socorrida e levada para o hospital municipal da cidade.

Depois de receberem o chamado sobre o crime a polícia militar realizou rondas e prendeu ainda em flagrante delito o acusado dos crimes Elielton Pereira De Souza, de 23 anos, que negou a autoria do crime, mas, a vítima o delatou e confirmou que foi ele o autor dos fatos.

Informações apuradas ainda pela reportagem do Juína News são de que durante o registro da ocorrência a esposa e o irmão do suspeito preso foram até o hospital em busca de informações sobre a vítima, mas acabaram saindo do local após funcionários acionar a polícia militar.

O caso está sendo investigado pela polícia civil do município.

A polícia militar e a polícia judiciária civil da cidade de Juara registraram na noite de ontem um homicídio praticado contra um rapaz de apenas 21 anos que foi morto a tiros dentro da própria residência na rua Jorge Amado no Bairro Jardim São João na cidade de Juara.

De acordo com informações apuradas, a polícia militar foi acionada e quando chegou na residência encontrou o corpo de Victor Silva Oliveira, que apresentava marcas de tiros pelo corpo.
A polícia militar acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que foi até o local fazer a constatação do óbito, e logo em seguida isolou a área para que os policiais civis e peritos da POLITEC de Juína realizassem os trabalhos de praxe no local do crime.

A avó da vítima relatou aos policiais que estava em sua residência, quando um rapaz com capacete na cabeça apareceu de moto perguntou por seu neto Victor, sendo que a senhora informou ao rapaz que o neto estaria em sua casa que fica no mesmo terreno que a residência dela, porém, nos fundos, e que após receber a informação, o rapaz da moto saiu e um pouco mais tarde a avó disse ter ouvido 04 disparos de arma de fogo, a qual pensou ser bombinhas.

Preocupada a senhora foi até a casa onde morava a vítima e o viu agonizando caído no chão, com muito sangue.

Os trabalhos periciais realizados pela perita Ana Paiva da POLITEC de Juína, constatou que a vítima foi atingida por três disparos de arma de fogo a queima roupa na região craniana, sendo encontrada apenas pólvora das munições deflagradas, e nenhuma cápsula que ajudasse a identificar o calibre da arma que matou a vítima.

O site Juína News levantou as informações da vítima que apesar de jovem, já possuía uma ficha criminal extensa, tendo 11 passagens criminais no município de Colniza, Juara, Cuiabá e Sinop, tendo envolvimento com tráfico de drogas, Maria da Penha, acusação sobre crime de incêndio, depredação de patrimônio público, receptação e outras passagens na polícia.

Um boletim de ocorrências foi confeccionado e a polícia civil de Juara trabalha para esclarecer o caso.

Em jogo com boas oportunidades de gols, Internacional e Cuiabá apenas empataram em 0 a 0 na noite deste sábado (31), no Beira-Rio, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Dourado apresentou bom futebol e conseguiu somar um ponto jogando fora de casa. Por outro lado, o placar zerado não é nada bom para o time gaúcho, que vive momentos de pressão da torcida colorada.

Com o resultado, o Dourado soma um ponto na tabela e permanece na 15ª colocação, agora com 13 pontos conquistados. Por sua vez, o Colorado fica na 14ª posição, com 15 pontos ganhos na tabela. Ambas posições podem mudar até o término da rodada.

O jogo

As duas equipes fizeram um bom primeiro tempo no Beira-Rio. Mesmo jogando como visitante, o time mato-grossense foi levemente superior ao Colorado, quando conseguiu acertar o gol em suas finalizações, primeiro com Uillian Correia e depois com Rafael Gava nos minutos iniciais, ambas defendidas pelo goleiro Daniel. Vale ressaltar que o técnico Jorginho surpreendeu na escalação do Cuiabá, com um 4-4-2. Foram quatro volantes e dois atacantes. 

Por sua vez, a equipe da casa quase não conseguiu finalizar na etapa inicial, e assustou apenas com Palacios, já aos 34 minutos, mas foi parar na grande defesa de Walter. A melhor chance de gol do Cuiabá foi aos 43 minutos de jogo, com um chute de fora da área de Clayson, que raspou na trave do time gaúcho.

No segundo tempo, os dois times voltaram a campo com o mesmo estilo de jogo da etapa inicial. O Cuiabá foi melhor nos primeiros minutos, e teve chances de abrir o placar com Jenison e Clayson. A equipe de Aguirre não conseguia furar a defesa dos visitantes para tentar finalizar no gol de Walter, mas no decorrer do jogo chegou a equilibrar a partida, mas sem assustar o Cuiabá.

O time do Mato Grosso continuou apresentando bom desempenho em campo e não se intimidou mesmo jogando fora de casa. A equipe de Jorginho seguiu administrando o placar e quase marcou o primeiro gol em chute forte, sem pulo, de Osman. Nos minutos finais, Marllon teve boa chance de cabeça, mas a bola parou na rede pelo lado de fora. No último lance, Pepê deu lindo chute aberto e a bola passou raspando a trave.

O resultado de hoje é bom para o Cuiabá e ruim para o Internacional. O empate sem gols atuando em casa aumenta a pressão do Colorado que não vem apresentando bom futebol na temporada. A fase ruim do time do Rio Grande do Sul está resultando em uma série de cobranças de seus torcedores. Nessa sexta (30), a torcida do Inter Guarda Popular estendeu faixas de protesto no Beira-Rio, e cobrou melhor desempenho em campo.

Mato Grosso registrou 22 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas conforme apontou o boletim epidemológico divulgado na tarde deste domingo ( 01). Segundo a Secretária de Estado de  Saúde,  675 pessoas estão internadas em hospitas em estado grave. O documento aponta ainda que foram notificadas 261 novas confirmações de casos de coronavírus. Com isso o estado chega a marca de 490.574 casos confirmado, e 12.795 mortes pelo vírus. 

Dos 490.574 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, 10.416 estão em isolamento domiciliar e 465.859 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19, há 406 internações em UTIs públicas e 269 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 68,12% para UTIs adulto e em 31% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de covid-19 estão: Cuiabá (99.732), Rondonópolis (34.868), Várzea Grande (32.809), Sinop (23.554), Sorriso (17.156), Tangará da Serra (16.840), Lucas do Rio Verde (14.624), Primavera do Leste (13.033), Cáceres (10.685) e Barra do Garças (9.978).

O documento ainda aponta que um total de 376.852 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

O coordenador da bancada federal de Mato Grosso, deputado Dr. Leonardo (Solidariedade), comemorou o anúncio do presidente Jair Bolsonaro, feito na terça-feira (27), de que dará atenção especial à pavimentação da rodovia BR-174, no trecho que liga Castanheira a Colniza. Para isso, será feita uma recomposição orçamentária do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT), por meio de uma parceria com a bancada e com o governo do Estado.

“Eu estava fazendo uma fiscalização na BR-174 quando recebi essa notícia de que o presidente garantiu uma atenção especial às rodovias federais em Mato Grosso. A bancada federal tomou uma importante decisão e procurou o Governo do Estado para solucionar esse desafio e cada uma das partes vai pagar metade do custo para garantir uma ligação com dignidade entre todos os municípios entre Castanheira e Colniza”, afirmou Dr. Leonardo.

O parlamentar está em viagem justamente neste trecho da BR-174, verificando pessoalmente os desafios vividos pelos moradores da região. A rodovia é a principal forma de conectar a região, interligando comércio, propiciando o escoamento da produção e a geração de emprego e renda. A perspectiva é de que a obra leve de 02 a 03 anos para ser concluída.

O anúncio do presidente aconteceu em reunião com senadores de Mato Grosso e do governador Mauro Mendes, onde eles apresentaram a proposta acertada entre toda bancada federal e governo do Estado para lidar com a BR-174 durante audiência pública realizada com o ministro de infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, em Cuiabá.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, através do Promotor de Justiça Dannilo Preti Vieira, instaurou procedimento para investigar o recurso de R$ 58.900,00 destinado pelo Ministério Público do Trabalho, em conjunto com o Juízo da Vara do Trabalho de Juína/MT, para o Conselho Comunitário de Segurança Pública (CONSEG) de Juína, a fim de viabilizar a aquisição de embarcação para a 14ª Companhia Independente de Bombeiros Militar de Juína (CIBM).

O projeto de aquisição do barco é de 2018 e decorridos 02 anos, a embarcação se quer foi adquirida. A empresa Centro Náutico – Barcos & Motores, contratada para a satisfação do projeto, pediu prorrogação por diversas vezes do prazo, não entregando a embarcação e nem devolvendo o valor de quase R$ 60 mil.

“É um projeto do Corpo de Bombeiros, apresentado direto ao Ministério Público do Trabalho, a Procuradoria-Geral do Trabalho que é quem libera o recurso, não é um projeto do Conselho de Segurança, mas veja bem, o projeto é elaborado pelo Corpo de Bombeiros, a negociação com a empresa fornecedora do equipamento é responsabilidade direta do Corpo de Bombeiros, o Conselho de Segurança não participa dessa negociação, apenas recebeu o dinheiro e efetuou o pagamento no momento da solicitado”, explicou Natalino Lopes dos Santos, presidente do CONSEG.

Segundo o Comandante da 14ª CIBM, major Adailton Luz, a empresa Centro Náutico – Barcos & Motores informou não ter condições de cumprir o acordado, além de entregar cópia do pedido de rescisão do contrato. Em relação à contratação da empresa, mas ao contrário do que foi dito pelo presidente do CONSEG, Adailton disse que em nenhum momento a instituição [bombeiros] participou efetivamente das negociações, tendo tudo ficado a cargo do conselho comunitário de segurança.

“No momento em que foi feito o pagamento dessa embarcação em Cuiabá o Corpo de Bombeiros não participou, o CONSEG teve uma segunda negociação sobre valores junto à empresa e o Corpo de Bombeiros enquanto instituição responsável solidariamente, só tinha o intuito de receber a embarcação, sendo feito aí as cobranças necessárias, foram informadas a vara do trabalho sobre as provocações de prazo da empresa”, destacou o comandante da CIBM Juína.

Em nota a empresa relatou que não possui condições de assumir a diferença existente de R$ 13 mil decorrentes do confronto entre o valor pautado no dia do fechamento do pedido R$ 29.500,00 (18/06/2019) e o valor atual R$ 42.500,00 (18/06/2021), solicitando com isso o cancelamento do contrato de trabalho, com prazo de 90 dias para a devolução da quantia recebida, o que não foi feito até a presente data.

Diante dos fatos e indícios de enriquecimento ilícito, o MPE decidiu pela instauração de Inquérito Civil tendo por objeto a apuração de ato de improbidade administrativa descrito.

O MPE deu 10 dias para que o CONSEG, 14.º CIBM e a empresa se manifestem sobre o ocorrido.

A polícia militar da cidade de Juína, no noroeste de Mato Grosso, efetuou a prisão de um jovem que realizava manobras perigosas “empinando” com uma motocicleta YBR FACTOR de cor preta na tarde desta quinta-feira.

De acordo com informações apuradas, a equipe do GAP realizava rondas pelas ruas da cidade quando no bairro Módulo 04 se deparou com um motociclista realizando manobras perigosas, colocando sua vida em risco e também de outras pessoas que transitavam pela pelo local.

Com sinais sonoros e luminosos, foi dado ordem de parada ao jovem, que fugiu em alta velocidade nas ruas do residencial Beija Flor e seguiu para o bairro Módulo 05, sendo necessário o apoio dos policiais do motopatrulhamento que prontamente passou a auxiliar a equipe do GAP, e em dado momento avistaram o condutor e passaram a fazer um acompanhamento mais próximo, porém, ele não obedecia as ordens de parada e adentrou na avenida Ulisses Guimarães, e quando tentava fazer uma curva para entrar na rua Passe Do Lago, desequilibrou-se e caiu no chão.

Mesmo com algumas escoriações, o rapaz correu e tentou se esconder em uma autoescola, onde foi contido e preso pela equipe de policiais.

Medidas administrativas foram tomadas em relação a várias ações delituosa do condutor que durante a fuga cometeu vários atos infracionais de trânsito.

Preso em flagrante, o jovem identificado por nossa reportagem por Erick Henrique, de 20 anos, foi levado para à delegacia de polícia.

O delegado de polícia doutor Marco Bortolotto Remuzzi arbitrou fiança de três salários mínimos ao rapaz que ao recolher o valor responderá  o crime de trânsito em liberdade.

Homem de 28 anos teve um mandado cumprido pela pela Polícia Civil, nesta quarta (28), após descumprir medidas protetivas no âmbito da Lei de Violência Doméstica e Familiar em Rosário Oeste (a 128 km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Civil, o homem teria insistido em manter contato com sua ex-convivente. No dia 18 de julho, ele ligou para a mãe da vítima dizendo que mataria sua ex-companheira, o atual namorado dela e na sequência se mataria.

O suspeito já possuía medidas protetivas decretadas em seu desfavor e que haviam sido descumpridas anteriormente.

Diante da gravidade dos fatos, o delegado Gustavo Godoy Alevado instaurou mais um inquérito em desfavor dele e representou pelos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar contra o suspeito na Vara Única de Rosário Oeste, que aceitou os pedidos.

De posse dos mandados judiciais, os policiais civis foram até a residência dele no centro da cidade, onde o jovem foi detido em cumprimento ao pedido de prisão preventiva.

Em seguida, o suspeito foi conduzido para as providências cabíveis e posteriormente colocado à disposição da Justiça. (Com assessoria)

O homem encontrado morto na tarde de segunda-feira, dia 26, dentro de um rio nas proximidades da comunidade São Pedro, linha 04, zona rural da cidade de Juína foi identificado. A vítima foi assassinada com requintes de crueldade e violência, e estava com pés e mãos amarrados para trás e com lesão aparente na cabeça.

Ao site Juína News um amigo da família relatou que o homem encontrado morto trata-se de Jonatas Santos de Castro, de 31 anos, vulgo “Lagoa”, fato que foi confirmado pela reportagem junto a perícia oficial e identificação técnica (POLITEC).

O pai de Jonatas reside em Sapezal e a mãe dele no estado de Alagoas, e já estão a caminho de Juína para que o corpo seja liberado e sepultado.

Conforme o que apuramos até o momento, Jonatas tinha passagens na polícia por crime de tentativa de homicídio e roubo de um aparelho celular crime que o levou a última vez a prisão.

Como anunciamos anteriormente, durante o exame de local de crime realizado pela perícia oficial e identificação técnica, nas proximidades do local onde o corpo foi encontrado havia roupas femininas rasgada, um tênis, e uma camiseta com vestígios de sangue, sendo todo material recolhido e levado para perícia.

As investigações sobre a execução continuam pela polícia civil.  

Publicado Por:   Redação Rádio Princesa FM

Fonte da Notícia: Rádio Princesa FM