Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Mulher mantida como refém é libertada após fingir desmaio sugerido por policial

Postado em 14/09/2020 por

Compartilhe agora.

Em Santa Terezinha (1.312 Km da Capital), uma mulher de 45 anos era mantida refém pelo companheiro de 33 anos dentro de casa sob ameaça com uma faça no pescoço quando foi resgatada pela polícia. Vizinhos que perceberam a condição da vítima chamaram a polícia e denunciaram o cárcere.

Por volta das 19 horas, a Central de Emergências foi acionada para atender a ocorrência de ameaça na região central da cidade. O suspeito, que mantinha a vitima em um quarto escuro com um facão encostado a garganta, dizia aos moradores reunidos à porta, que equipes se a policia chegasse ao local, ele mataria a mulher.

O investigador Douglas da Silva Sales, que estava à frente da ação, foi até o imóvel para negociar a libertação da vítima.

Foram quase 5 horas de conversa até Douglas conseguir se aproximar do cômodo onde estavam o casal.  Da porta, ele conversava com o homem que dizia querer trocar a faca que estava no pescoço da vítima por uma arma. Em um momento, o homem chegou a ameaçar tentar contra a própria vida, apontada a mesma faca para si.

 “Percebi que ele estava perturbado, e como tratava-se de uma pessoa sem nenhuma passagem criminal, continuei verbalizando com ele, pois a intenção dele não era ferir a vítima, mas sim tirar sua própria vida com a qual estava muito decepcionado”, disse o investigador

Durante a negociação, o suspeito disse que estava gostando de conversar com o policial, e Douglar então pediu que ele abrisse a porta para que pudessem se ver e tentar resolver isso da melhor maneira. Frente à frente,  Douglas chegou a sugerir trocar de lugar com a vítima.

 “Ele abriu a porta e continuamos a conversa. A mulher, estava abalada. Pedi a ele para fazermos uma troca, eu por ela, mas ele não aceitou”, relatou Douglas.

O suspeito chegou a pedir a arma do policial com apenas uma munição para ele se suicidar. 

Ao perceber a hesitação e também estado de euforia do homem e a condição debilitada da vítima, o investigador conta que deu um sinal à mulher para que ela simulasse um desmaio.

 “Ela já debilitada entendeu o aviso, e fingiu. Ele, preocupado acabou abaixando a guarda tirando o facão do pescoço dela”, explicou Douglas.

Neste momento, o homem foi contido e imobilizado pelo policial. O casal foi encaminhado para atendimento médico para avaliação das condições de saúde.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil irá apurar o caso. 

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.