Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Polícia Civil de Juína localiza homem que atirou em indígena na madrugada de hoje

Postado em 11/09/2020 por

Compartilhe agora.

Após tomarem conhecimento de que na madrugada desta quinta-feira, dia 10, o indígena, Claudinei Leite Tucumã, de 24 anos, deu entrada na UPA 24 horas, vítima de disparos de arma de fogo, a polícia judiciária civil durante diligências desvendou o que aconteceu após localizar o autor dos disparos. Trata-se de um vaqueiro, de 43 anos, morador da propriedade rural na rodovia MT 170, onde aconteceu os fatos.

Segundo a polícia, o homem que trabalha como Vaqueiro na propriedade rural, alegou que na noite de quarta-feira a esposa dele foi fechar a porta da residência e os cachorros começaram a latir quando avistou no lado de fora um suspeito próximo as motocicletas. Ele foi até o suspeito e perguntou o que estava fazendo e ficou desconfiado, por ele estar com uma calça molhada e sacola preta nas mãos parecia que havia saído do rio. Em seguida o invasor respondeu: “leva eu ali! ”, o vaqueiro pediu para que se retirasse e voltou para dentro da casa.

Mais tarde por volta das 2:00 da madrugada novamente os cachorros começaram a latir, e assustado e com medo, o morador carregou a espingarda e avistou uma pessoa correndo em direção ao transformador e se escondeu, e nesse momento disparou dois tiros na área que estava escura e após isso não ouviu mais nenhum barulho na propriedade e entrou.

Ainda em depoimento, o homem relatou que acredita que o suspeito baleado queria cometer algum crime e só ficou sabendo que ele ficou ferido após a equipe policial realizar diligências no imóvel.

Durante interrogatório ele ainda relatou que sua casa já foi furtada várias vezes, a última foi entre os anos de 2005/2006, e que em nenhum momento teve a intenção de matar o rapaz que reagiu temendo por sua vida e de sua esposa.

O delegado de polícia, doutor Marco Bortolotto Remuzzi responsável pelo inquérito policial explicou ao Juína News, que o homem apresentou o registro da arma de fogo utilizada nos disparos e deverá responder pelo crime de lesão corporal grave em liberdade.

O caso

Como anunciamos na reportagem anterior, o caso foi registrado na madrugada desta quinta-feira (10/9) quando o indígena foi atingido por disparos de arma de fogo próximo ao projeto desafio jovem Ebenezer, que fica um pouco mais de 20 km de Juína, MT.

À PM, Claudinei Leite Tucumã, de 24 anos, relatou, que estava de motocicleta quando o veículo sofreu pane, ele foi pedir ajuda numa propriedade quando acabou sendo baleado. Depois foi até outra casa e pediu ajuda ao proprietário que o socorreu trazendo para a unidade de saúde.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.