Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Polícia Civil prende donos de oficinas de motos por receptação em Juína

Postado em 28/01/2021 por

Compartilhe agora.

Dois homens proprietários de duas oficinas de motos na cidade de Juína/MT foram presos nesta terça-feira, dia 26, pela polícia judiciária civil suspeitos de receptação. Na empresa deles os policiais encontraram correntes de motos que foram furtadas no município.

O site Juína News apurou que a polícia civil investigava um furto de 500 correntes de motocicletas em uma oficina de moto ocorrido na cidade, quando descobriu que parte da mercadoria estava em uma oficina de motos na avenida Londrina no bairro Módulo 05. Durante buscas no local o proprietário apresentou 15 correntes de motos aos policiais que pertence ao lote furtado. Os investigadores acabaram descobrindo que havia outras correntes de motos em outra oficina de motos localizada no bairro São José Operário.

A equipe policial realizou diligências no bairro São José Operário, e localizou o proprietário da oficina de motos, onde questionado sobre a as correntes ele disse que havia comprado de uma empresa fabricante cerca de 04 anos, porém, ao fazer uma checagem no lote das peças os policiais constataram que as mesmas haviam sido fabricadas no ano de 2020, onde foram encontradas e conferidas cerca de 25 correntes também oriundas do furto.

Questionado sobre a informação falsa que havia dado aos policiais, o proprietário da oficina de motos do bairro São José Operário apresentou uma nova versão, dizendo que havia comprado de um outro rapaz que é proprietário de uma empresa de motos no município que já está sendo investigada.

Diante dos fatos duvidosos, os dois proprietários das oficinas de motos Sidinei Pereira Da Silva e Mezaque Alves Do Nascimento foram presos e conduzidos a delegacia de polícia juntamente com as correntes furtadas que foram encontradas em ambas oficinas.

O delegado de polícia doutor André Luiz Barbosa autuou os suspeitos por crime de receptação qualificada, eles foram encaminhados ao CDP, e ficarão presos até uma decisão da justiça.

Na delegacia de polícia a vítima apresentou nota fiscal das 500 correntes furtadas em sua empresa.

A polícia civil está investigando o caso e busca identificar o autor do furto das correntes.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.