Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Professores de Juína registram boletins de ocorrências contra governo do estado

Postado em 02/08/2019 por

Compartilhe agora.
juina news

Devido ao movimento de greve dos profissionais da educação do estado de Mato Grosso que já dura cerca de 64 dias, o governo do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes cortou o ponto dos profissionais que aderiram ao movimento grevista, deixando os mesmos sem receber os salários mensais, sob alegação de estarem faltando ao trabalho.

 

O SINTEP, (Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública) tem realizados vários atos de manifestação através de assembleias e reuniões, onde segundo os mesmos é fazer com que o governo do estado cumpra a lei 510/2013, que é a dobra do poder de compra dos servidores da educação.

 

Diante da negativa do governo que não tem apresentando nenhuma proposta que satisfaça o objetivo da categoria e ainda ter suspendido o salário dos grevistas, o movimento organizado pelos trabalhadores da educação de todo estado resolveu fazer um boletim de ocorrências contra o governo, onde na cidade de Juína, o diretor regional do SINTEP Gilvano Teixeira Bastos compareceu na delegacia municipal juntamente com mais 28 profissionais da educação e representaram contra o governo do estado, onde no boletim de ocorrências narra que devido ao corte dos salários, muitos trabalhadores da educação estão passando por sérios constrangimentos e até mesmo privações de subsídios básicos para seu dia a dia, como por exemplo, alimentação.

 

De acordo com informações do SINTEP sub-sede da cidade de Juína, a greve não terá fim até que o governo formalize um acordo de comprometimento de pagar o RGA e também o cumprimento da lei 510/2013.

juina news

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.