Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Queimadas começam preocupar população de Aripuanã

Postado em 16/07/2019 por

Compartilhe agora.
juina news
O período de estiagem mal começou e os problemas relacionados às queimadas já estão preocupando a população de Aripuanã. Na tarde desta segunda-feira (15), um incêndio de grande proporção foi registrado em uma região de mata que fica na Estrada do Boião e Comunidade Cristo Rei.
 
A vegetação seca está sendo totalmente devastada pelo fogo ameaçando animais, répteis, casas e barracões de madeireiras que ficam próximos ao local.
 
De acordo com informações de moradores, o fogo teve início em uma chácara próximo à estrada que liga ao município de Colniza. Ninguém soube informar qual a origem do incêndio.
 
Focos de incêndios também foram registrados na área da Empaer. Já no sábado, 13 de julho, outro local com registro de fogo aconteceu na área de APP, próximo ao complexo turístico Salta Dardanelos.
 
Lembrando que o período proibitivo de queimadas começou nesta segunda-feira (15) e segue até o dia 15 de setembro, em Mato Grosso. De acordo com decreto nº 173, que dispõe sobre o período proibitivo de queimadas no Estado.
 
Durante o mês de julho, observa-se o incremento da incidência de focos de calor no Estado, e a tendência é de se agravar nos meses de agosto e setembro, em razão da previsão do período de estiagem.
 
Nesse período proibitivo, quem realizar queimadas cometerá um crime ambiental e poderá pegar de 2 a 4 anos de reclusão e pagar multa, se o crime for intencional. Caso o crime seja sem intenção, a pessoa pode receber uma pena de seis meses a um ano de reclusão, mais a multa.
 
Conforme a Lei, a multa varia entre R$ 1 mil e R$ 7,5 mil por hectare queimado. Os valores são estipulados pela perícia, que deve avaliar o tipo de vegetação queimada e o tamanho da região atingida.

juina news

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.