Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Selma se firma na cadeira com aval do PSL e sob embargos protelatórios

Postado em 27/05/2019 por

Compartilhe agora.
rdnews

Depois que foi cassada pelo TRE mato-grossense, em 10 de abril, a senadora Selma Arruda caiu a ficha. Tornou-se mais humilde. Para sobreviver no cargo por mais tempo ou até durante o mandato inteiro de oito anos, foi orientada a não só buscar todas brechas possíveis de recursos e embargos, como se movimentar politicamente. E está seguindo a lição.

Em âmbito jurídico, ingressou com embargos no TRE, numa investida meramente protelatória. Alegou que um dos cheques do caixa 2, no valor de R$ 29,9 mil, apresentado pela acusação, simplesmente foi fraudado. Somente nessa demanda, a senadora ganha vários dias, até que a Justiça Eleitoral venha julgar o embargo. Em outra frente, recorreu da cassação ao TSE.

Na seara política, a parlamentar mato-grossense pediu ajuda à cúpula do PSL, o seu partido e do presidente Jair Bolsonaro. Teve uma conversa direta com o vice-presidente da legenda, advogado Antonio de Rueda, que passou a ajudá-la nas articulações em Brasília. O PSL, que antes dava de ombro para a filiada, agora abraça a sua causa. Defende-na em todos os momentos.

De recursos em recursos, Selma quer se firmar no mandato, tanto que, de uma previsão de sobrevida de seis meses, agora se fala em oito anos, até janeiro de 2027.

rdnews

Link da Notícia

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.