Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Temos um prefeito alvo de escândalo nacional, diz Mauro ao falar de disputa

Postado em 09/09/2020 por

Compartilhe agora.

Ogovernador Mauro Mendes (DEM), um dos principais apoiadores da pré-candidatura do ex-deputado federal Fabio Garcia à Prefeitura de Cuiabá, reafirma que seu foco continua sendo a gestão do Estado. Entretanto, admite que pretende  trabalhar nas horas vagas pela derrota do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que deve disputar a reeleição.

Segundo o governador, Cuiabá precisa de um “rumo diferente”. Além disso, lembra do chamado escândalo do Paletó – quando Emanuel foi filmado recebendo dinheiro do suposto esquema de propina mantido pelo ex-governador Silval Barbosa – e dos secretários Huark Douglas (Saúde), Alex Vieira Passos (Educação) e Marcus Brito (Procuradoria) afastados dos cargos por decisão judicial.

“Eu acho que Cuiabá precisa encontrar um rumo diferente disso que está ai, nunca escondi o que penso.  Temos um  prefeito alvo de escândalo nacional difícil de explicar, com três secretários afastados por corrupção e que tem a desconfiança da população, que maquia o balança financeiro e por isso é investigado pelo Tribunal de Contas e pelo Ministério Público. Acho que Cuiabá merece muito mais e espero que a população saiba escolher”, declarou Mauro após solenidade de inauguração da Delegacia da Mulher 24h, realizada na tarde desta terça (08).

Sobre a participação na campanha, Mauro promete participar de alguns atos nos “horários de folga”. Também garante que defenderá abertamente a candidatura de Fabio Garcia.

“Eu sou um cidadão. Como governador, vou participar de alguns processos. Não vou conseguir participar de todos. Agora, vou dizer abertamente o que penso e debater com quem quiser debater Cuiabá”, completou.

Pré-candidatura

Com o resultado da pesquisa interna encomendada pelo DEM, Fabio assumiu nesta terça que está trabalhando para viabilizar sua pré-candidatura a prefeito de Cuiabá. Afirma que os números mostraram espaço para crescimento e rejeição que inviabiliza a vitória de Emanuel no eventual 2º turno.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.