Ouça agora

Ouça agora

Presidência do União Brasil em Mato Grosso ficará entre Cidinho e Fábio Garcia

Postado em 08/10/2021 por

Compartilhe agora.

Foto no stories, sorrisos e muita empolgação traduziram o clima de euforia de lideranças partidárias de Mato Grosso durante a convenção que aprovou a fusão do fusão dos partidos Democratas (DEM) e Partido Social Liberal (PSL), nesta quarta-feira (6) em Brasília. O novo partido se chamará União Brasil e o número será o 44.

Com o aval dos filiados de ambos os partidos, a legenda “recém-nascida” vai passar por uma reestruturação, que deve impactar diretamente nos presidentes estaduais das duas siglas: o ex-deputado federal, Fábio Garcia (DEM) e o ex-senador Cidinho dos Santos (PSL).

Após cerca de 1h30 de voo entre Brasília e Mato Grosso, Garcia conversou com a reportagem por telefone para comentar sobre o assunto, ainda enquanto desembarcava no Estado. Ao GD, o dirigente explicou que a presidência do partido em Mato Grosso será organizada por meio de um Comissão Especial, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovar a nova sigla.

A cúpula do DEM crê que o processo de fusão leve 3 meses para ser analisado pelos ministros. “Isso não foi tratado ainda e vamos conversar mais pra frente. Vai ser montada uma comitiva na Executiva Nacional que vai ser responsável para definir os comandos estaduais. Então, esse diálogo vai acontecer com todos os mandatórios”, explicou. 

Enquanto se deslocava para o carro, o Democrata engrandeceu a articulação afirmando que a união dos dois partidos vai trazer grandes impactos na política nacional e mato-grossense. “Isso mexe na política local e nacional, se tornando uma grande força política entre os partidos de direita. O partido já nasce como maior de Mato Grosso e vai ter uma grande representatividade”, complementou.

Por fim, Garcia ainda acrescentou que, independente do diretório, a maior prioridade do grupo segue sendo a reeleição do governador Mauro Mendes (DEM). Embora o gestor não tenha definido publicamente se buscará um segundo mandato a frente do Paiaguás, o atual cenário político favorece diretamente o chefe do Executivo.

“O novo partido já nasceu tendo como definição e prioridade a reeleição do governador. Isso não significa que ele de fato vá ser candidato. Mas daqui pra frente e no momento que ele tomar a decisão nós estaremos prontos para esse projeto”, finalizou.

União Brasil
O DEM e o PSL aprovaram, em convenções realizadas nesta quarta-feira (6) em Brasília, a fusão da entre as duas legendas. O evento contou com a presença de Garcia e também do governador Mauro Mendes, deputado Eduardo Botelho e do Senador Jayme Campos.

O União Brasil já nasce como a maior sigla do país, com 82 deputados federais e 8 senadores. Com isso, a nova legenda terá o maior fundo eleitoral e partidário, bem como tempo de televisão no ano que vem.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.

cinco + sete =