Ouça agora

Ouça agora

Quatro deputados de MT são alvos da PF; emendas para eventos teriam gerado propina

Postado em 09/12/2020 por

Compartilhe agora.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (9) a Operação Chapéu de Palha, com o objetivo de colher provas para a investigação que apura fraudes à licitação e pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos. Segundo as informações, essa suposta propina seria oriunda de emendas parlamentares destinada a realização de eventos.

Estão sendo cumpridos 39 mandados de busca e apreensão em vários nos municípios de Rondonópolis, Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Alto Taquari, Itiquira, Juscimeira, Jaciara, São Pedro da Cipa, Dom Aquino, Alta Floresta e Votuporanga (SP). 

Entre os alvos estão os deputados Romoaldo Junior (MDB), Dilmar Dal Bosco (DEM) e Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD). Gabinetes deles na Assembleia estão “ocupados” por policiais federais que estão recolhendo documentos e mídias digitais. O ex-deputado estadual Mauro Savi (DEM) também é alvo.

Policiais também estão na casa de festas Arcos da Lapa, localizada no bairro Campo Velho, em Cuiabá. Um prédio de luxo no bairro Santa Rosa onde mora um dos investigados também é visitado pelos policiais federais. Prefeituras e Câmaras de Vereadores no interior do Estado também são alvos.

Ao todo, foram empregados mais de 130 policiais federais no cumprimento das ordens judiciais. A Controladoria Geral da União (CGU) participou da fase preliminar de levantamento das informações.

Mais detalhes sobre a investigação não podem ser fornecidos, considerando o segredo de justiça imposto nos autos.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.

3 + doze =