Ouça agora

Ouça agora

Chuvas no Paraná deixam mais de 1,2 mil pessoas sem suas casas; duas crianças estão desaparecidas

Postado em 14/10/2022 por

Compartilhe agora.

Um novo boletim de ocorrências da Defesa Civil sobre as chuvas no Oeste e Sudoeste, publicado às 22h desta terça-feira (11), aponta 23 cidades atingidas por temporais, enxurradas e alagamentos. Equipes da Defesa Civil e dos Bombeiros trabalham ao lado das prefeituras em todas as cidades para minimizar os impactos para a população, com alojamentos e entregas de materiais.

Até o momento são 4.392 pessoas diretamente afetadas, 428 casas danificadas, 100 desabrigados (quem, após o desastre, teve de ir para um abriga público ou privado), 1.149 desalojados (pessoas que seguiram para a casa de um parente) e duas crianças desaparecidas em Pato Branco. Não há registros de mortos e feridos. As cidades com pessoas mais afetadas são Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Vitorino, São Miguel do Iguaçu, Santa Izabel do Oeste e Pato Branco.

Segundo o Simepar, no decorrer da noite desta terça as chuvas perderam força sobre grande parte do Estado. No entanto, em algumas regiões ainda seguem ocorrendo, associadas a algumas descargas atmosféricas, como na divisa com o Mato Grosso do Sul e no Litoral. 

Nesta terça-feira, de acordo com o instituto, choveu 135 mm em Clevelândia, 121,4 mm em Pato Branco, 116 mm em Dois Vizinhos, 119,6 mm em Francisco Beltrão, 80,4 mm em Guaíra, 93,2 mm em Palotina, 84,2 mm em Planalto, 86 mm em Toledo e 67,4 mm em Marechal Cândido Rondon. Confira a relação em todo o Estado AQUI .

Ainda de acordo com o Simepar, em Francisco Beltrão e Pato Branco as chuvas de outubro já ultrapassaram a média histórica do mês. Em Francisco Beltrão já são 287,6 mm em 11 dias, frente a uma média de 229 mm, e em Pato Branco as precipitações atingiram 263,2 mm (média de 233 mm).

BARRAGEM NO SUDOESTE – A Copel declarou, no início da noite desta terça-feira, estado de emergência na Central Geradora Hidrelétrica Chopim I, instalada no rio Chopim, entre os municípios de Itapejara d’Oeste e Coronel Vivida, região Sudoeste.

As fortes chuvas que atingiram a região elevaram o nível do rio acima da capacidade máxima do reservatório. Equipes da Copel e da Defesa Civil orientam moradores a deixarem, preventivamente, locais próximos ao rio abaixo da barragem de Chopim I, pelo risco de inundação. 

Até esta terça-feira, o número de unidades sem luz nas duas regiões era de 6.522 unidades consumidoras. As equipes da companhia seguem trabalhando para atender mais de mil serviços emergenciais espalhados por diferentes municípios, como Cascavel, Santa Helena e Palotina, no Oeste, e Francisco Beltrão, Coronel Vivida e Salto do Lontra, no Sudoeste.

FALTA DE ÁGUA – As fortes chuvas também provocam desabastecimento de água em algumas cidades. Em Pato Branco a previsão é de que o abastecimento volte à normalidade na quinta-feira (13), e em Palmas, Planalto, Itapejara d’Oeste, Salgado Filho, Nova Prata do Iguaçu, Braganey, Vitorino, Chopinzinho e Assis Chateaubriand já nesta quarta-feira (12). A Sanepar disponibilizou diversas equipes para trabalhar nesses atendimentos.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.

4 + dois =